Publicação do livro “Os meninos do planeta da luz”

Publicação do livro “Os meninos do planeta da luz”

- in Educação, Notícias
722
0

O agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio vai promover o lançamento do livro “Meninos do Planeta da Luz”, cujo autores são os alunos.

A cerimónia realiza-se dia 3 de fevereiro, às 21,00 horas no Fórum António Rodrigues Sampaio em Esposende.

Este projeto é inédito a nível nacional.

Contextualização do Projeto “Meninos do Planeta da Luz”

“A edição destas histórias resulta da dinamização do projeto Todos Juntos Podemos Ler no Agrupamento António Rodrigues Sampaio e do trabalho realizado pelos alunos dos três ciclos do ensino básico, em dinâmicas que visam fomentar a Inclusão e o respeito pela Diferença.

Tornar a Inclusão uma realidade foi sempre uma prioridade do Agrupamento António Rodrigues Sampaio. Neste sentido, os Serviços Especializados de Apoio Educativo promovem atividades diferenciadas, envolvendo toda a comunidade educativa. No ano letivo 2015/2016, no âmbito do Dia da Consciencialização para o Autismo, os alunos da Escola Básica de Forjães aceitaram o desafio, das professoras da Unidade de Ensino Estruturado de Autismo, para produzirem e ilustrarem histórias originais dirigidas aos alunos com necessidades educativas especiais.

Estes dois volumes reúnem as produções dos nossos pequenos autores. Para que as histórias possam ser lidas e compreendidas por todas as crianças com Currículo Específico Individual (CEI), os alunos, orientados pelos seus professores, redigiram textos simples, curtos e em letra maiúscula, acompanhados de SPC (Símbolos Pictográficos para a Comunicação). Estas histórias, como todas as histórias para crianças, transportam os leitores para a fantasia, mundos de princesas, de amigos, de respeito pelo outro. Mas, para os alunos do Agrupamento António Rodrigues Sampaio, algumas histórias são mesmo especiais. É que os protagonistas das suas criações são os colegas com CEI, que eles tiveram o cuidado de conhecer melhor.

Com este projeto, os alunos puderam desempenhar o papel de “agentes de mudança inclusivos” e contribuíram para enriquecer a biblioteca escolar, que, de acordo com a Rede de Bibliotecas Escolares, o Plano Nacional de Leitura e a Direção de Serviços da Educação Especial e Apoios Socioeducativos, deve assegurar oportunidades de leitura para todos os alunos. Nos próximos anos, prometemos continuar a criar histórias e, quem sabe, outras formas de as ler.”

Facebook Comments

Leave a Reply

 

Related Posts