Hospital de Braga com indicadores positivos na retoma da atividade assistencial programada

Hospital de Braga com indicadores positivos na retoma da atividade assistencial programada

- emLocal, Notícias
262
0

O Hospital de Braga registou, após retoma da atividade assistencial, indicadores positivos no que diz respeito à recuperação de consultas, cirurgias, sessões em Hospital de Dia e meios complementares de diagnóstico e terapêutica. 

Neste contexto, desde o dia 01 de maio até 30 de junho, foram realizadas 70.576 consultas (13.633 primeiras consultas e 56.943 consultas subsequentes), 3.556 cirurgias (2.011 em ambulatório e 1.545 em convencional), 10.764 sessões em Hospital de Dia e 425.687 meios complementares de diagnóstico e terapêutica contemplando diferentes especialidades. 

Assim, e após um período em que a atividade clínica foi apenas a prioritária, conforme orientação do Ministério da Saúde no contexto da COVID-19, o Hospital de Braga retomou a sua atividade programada, aumentando o número de consultas presenciais, sempre que clinicamente justificadas, com um alargamento de horário das consultas externas e implementação de regras de segurança que garantam o obrigatório distanciamento social. 

A retoma progressiva das cirurgias e meios complementares de diagnóstico e terapêutica teve, também, em conta a prioridade clínica e o tempo de espera. 

Ainda que de forma pontual, em algumas especialidades, particularmente neurocirurgia, cirurgia plástica, ortopedia, oftalmologia e cirurgia vascular, a atividade programada encontra-se, também, a ser realizada através de produção adicional (depois das 20h e aos fins-de-semana). O mesmo acontece na área da imagiologia (apenas aos fins-de-semana), sendo esta uma medida em contínua monitorização. 

Para se garantir a contínua segurança e proteção dos utentes e profissionais, mantêm-se os circuitos definidos para os doentes suspeitos ou com COVID-19, preservando-se também todos os cuidados aquando da entrada no Hospital, nomeadamente através da medição da temperatura corporal, desinfeção das mãos e a utilização generalizada de máscaras. 

Reitera-se, assim, que a par da retoma progressiva da atividade assistencial programada, o Hospital de Braga continua a cumprir escrupulosamente as normas definidas pelas autoridades de saúde.

Comentários Facebook

Comentários

 

Artigos relacionados