3 339 infrações por excessos de velocidade detetados na última semana pela GNR

3 339 infrações por excessos de velocidade detetados na última semana pela GNR

- emLocal, Notícias
211
0

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de ações policiais, em todo o território nacional, entre os dias 12 e 18 de junho. Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais: 

1.      Detenções 324 detidos em flagrante delito, destacando-se:

·      112 por condução sob o efeito do álcool;

·      120 por condução sem habilitação legal;

·      17 por tráfico de estupefacientes;

·      Nove por burla;

·      Seis por posse ilegal de arma;

·      Seis por furto;

·      Três por violência doméstica;

·      Dois por incêndio florestal;

·      Um por falsificação de notação técnica. 

2.    Apreensões:

·      42 289 doses de haxixe;

·      390 de heroína;

·      193 doses de canábis;

·      149 doses de cocaína;

·      10 doses de óleo de cannabis;

·      Oito armas de fogo;

·      Quatro armas brancas;

·      134 munições;

·      31 veículos;

·      Uma embarcação;

·      129 quilos de tabaco;

·      300 quilos de bivalves;

·      2 100 quilos de sardinha;

·      4 042 euros em numerário. 

3.    Trânsito:

Fiscalização7 872 infrações detetadas, destacando-se:

·      3 339 excessos de velocidade;

·      463 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;

·      307 relacionadas com tacógrafos;

·      292 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·      286 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·      246 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·      232 por falta de seguro de responsabilidade civil;

·      217 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei.

Comentários Facebook

Comentários

 

Artigos relacionados