“TRANSCÁVADO BTT-GPS 2018” Objetiva consolidação do evento na sua 3.ª edição

“TRANSCÁVADO BTT-GPS 2018” Objetiva consolidação do evento na sua 3.ª edição

- emDesporto, Notícias
2
0

A 3ª Edição da prova de Btt “TransCávado BTT-GPS 2018” que, este ano, se realiza entre 5 e 6 de Outubro, foi apresentada hoje, oficialmente, no salão de referência para a indústria do Turismo Nacional e Internacional, a Bolsa de Turismo de Lisboa.
“Afirmar, cada vez mais, os nossos territórios, as nossas gentes, reavivar a nossa memória e cimentar a nossa identidade neste “Rio que nos une” são os objetivos destacados por Maranhão Peixoto, presidente do Conselho de Administração da Esposende2000, EM – empresa que organiza, pela terceira vez, uma das provas mais
desafiantes da modalidade de BTT, de Esposende.
Maranhão Peixoto fez-se acompanhar pelo Vereador do Turismo da Câmara Municipal de Esposende falava, no pavilhão que integra as Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, do Cávado e do Ave, no espaço global da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal, organismo que tem, este ano, a maior representação de sempre na BTL.
Foi na presença de alguns elementos da Direção do organismo Turismo Porto e Norte de Portugal, do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Montalegre e de vários órgãos de comunicação social que, Maranhão Peixoto recordou o êxito, inequívoco, das edições anteriores, dando enfoque ao conjunto enorme de valências e
potencialidades que este projeto demonstra com a sua realização e reforçou que “o nosso desfio, em todos os municípios, é conseguir potenciar estes laços de proximidade, consolidando-os e gerando o seu envolvimento no projeto, e em projetos futuros”.
A 3ª Edição do Transcávado BTT-GPS 2018 volta a ter o ponto de partida na foz, em Esposende, percorrendo cerca de 150 km, até à Serra do Larouco, em Montalegre, por terras de média e alta altitude.

O percurso está associado à promoção dos territórios atravessados pela prova, na abrangência de dois distritos – Braga e Vila real – e em parceria com os municípios de Esposende, Barcelos, Braga, Vila Verde, Amares, Terras de Bouro e Montalegre, numa dimensão supramunicipal, sem esquecer a participação de atletas da vizinha Espanha e as potencialidades turísticas do projeto numa abrangência global.
Os pontos de passagem da prova foram, também, evidenciados por Maranhão Peixoto, lembrando a conotação “mística” do slogan e que é também necessário criar uma aproximação dos participantes às histórias e estórias de um rio com Alma, um “rio com vida”, como é exemplo a lenda da ponte Misarela do Parque Nacional da Peneda
Gerês.
O presidente do Conselho de Administração da Esposende2000 anunciou, ainda, o incremento no número de inscrições nesta 3ª edição, perspetivando-se mais de 400 atletas e a promessa da superação, uma vez mais, da última edição, proporcionando aos betetistas um ‘abraço’ da região hidrográfica do Rio Cávado, numa simbiose de
adrenalina e aventura.

Comentários Facebook

Comentários

 

Artigos relacionados