Inaugurada obra de regeneração urbana no centro de Marinhas

Inaugurada obra de regeneração urbana no centro de Marinhas

- emLocal, Notícias
2
0

Realizou-se hoje a cerimónia de inauguração das obras de Requalificação da Zona Central de Marinhas, intervenção no valor de 323 mil euros que reforça a centralidade da zona envolvente à Igreja Paroquial de Marinhas. Dirigindo-se aos muitos habitantes de Marinhas que participaram na cerimónia, o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, lembrou que “mais do que apresentar a obra que foi feita, este momento marca o lançamento de um projeto para o futuro”.

Especificando, Benjamim Pereira anunciou um plano mais vasto, de organização do espaço central de Marinhas. “Existe a ideia de repensar toda esta zona envolvente, abrangendo a área em que se insere o salão paroquial e a casa mortuária. Marinhas é uma freguesia com intensa atividade associativa e revela a necessidade de possuir um auditório. O que estou a prometer é que vamos desenvolver um estudo aprofundado, desenvolver um projeto e avançar com uma obra marcante para a freguesia”, disse Benjamim Pereira que sublinhou o facto de a inauguração da obra de requalificação da zona central de Marinhas acontecer na data prevista, precisamente um ano após o seu lançamento.

Por isso, o presidente da Câmara Municipal de Esposende entende que a sua equipa “é digna da confiança das populações e não será o insulto que irá parar o surto evolucionista do concelho de Esposende”.

Benjamim Pereira lembrou que, neste momento, estão em curso importantes obras na freguesia de Marinhas, no valor global de 2,5 milhões de euros, como são os casos da ecovia que avança na zona entre Cepães e Rio de Moinhos e o saneamento básico nos lugares de Outeiro e do Monte.

Benjamim Pereira lembrou, ainda, que estão previstas mais obras, ao abrigo do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) que prevê a intervenção desde a zona central de Marinhas, até ao Campo de S. Miguel, contemplando a criação de mais espaços para estacionamento.

Agradecendo a colaboração dos proprietários que cederam terrenos para que a obra da zona central de Marinhas fosse possível, Benjamim Pereira, assim como o presidente da Junta da União de Freguesias de Esposende Marinhas e Gandra, Aurélio Neiva, demonstraram gratidão pela compreensão da população e dos comerciantes.

Aurélio Neiva agradeceu o empenho do Município de Esposende, nomeadamente no respeito pela tradição local, uma vez que a obra privilegia o granito, cuja indústria extrativa está profundamente enraizada naquela freguesia esposendense.

Comentários Facebook

Comentários

 

Artigos relacionados